Sobre as operações de câmbio do Banco Central do Brasil

#câmbio #swap #SwapReverso #BC





Na última quarta-feira o Banco Central do Brasil (BC) mudou a forma que vinha atuando no câmbio nos últimos anos. Ele resolveu agora ofertar ao mercado dólares à vista. Por que?


Na última semana a cotação dólar/real aumentou muito em pouco tempo, e com maior oferta de dólares, feita pelo BC, a tendência é a cotação ceder. Lei da Oferta e Procura. Se a oferta de dólares cresce o preço cai. E de onde vem esses dólares? Das reservas do país.


Desde 2009 o BC não ofertava dólares dessa forma no mercado. Lembrando que em 2009 ainda vivíamos o abalo da crise mundial de 2008.


O que o BC vinha fazendo anteriormente é o chamado swap tradicional. O swap (troca em inglês) é um contrato de derivativo. Nele o BC se compromete a pagar a variação cambial (o quanto a relação real/dólar variou), e recebe da outra parte (empresa ou investidor) a rentabilidade da taxa básica de juros no mesmo período.


Assim, com o swap um investidor pode ficar protegido caso a cotação do dólar aumente, mas tem que pagar um taxa de juros (a Selic no caso) para o BC.


Podemos dizer que a compra de swaps pelo BC funciona como uma injeção de dólares no mercado futuro. A última vez que o BC utilizou o swap cambial reverso foi em 2016, quando Trump foi eleito.


Já no caso do swap reverso, o que ocorre é exatamente o contrário. É como se o BC estivesse comprando dólares no futuro e tem o objetivo de conter a valorização do real (queda do dólar).


Independente do mecanismo utilizado, o objetivo do BC nas operações é dar liquidez e conter picos de valorização ou desvalorização.


Quando acontece uma valorização frequente e intensa do real, os produtos brasileiros ficam muito caros para os outros países, o que prejudica as exportações, e a tendência é o BC atuar para desvalorizar o real.


Já se os picos de desvalorização do real ocorrem por muito tempo e a reserva do país está baixa, e o BC continua fazendo operações para tentar controlar as cotações, tentando manter o poder de compra do real, o risco do país quebrar aumenta muito. Mas não é o caso nesse momento, o Brasil está com uma reserva grande construída no governo do Lula.

9 visualizações

© 2017 - 2020 Oderson Investimentos

Todos os direitos reservados

Disclosure

  • LinkedIn
  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • YouTube
  • SoundCloud